20 de ago de 2009

Nada de mais




Todos tem fases niilistas.


Balanço geral

Antes do tempo
do chão sem espaço
da cor sem luz
matéria sem átomo
tudo é do nada
e o nada é de tudo
todos ninguém
ninguém todo mundo

Inté

15 de ago de 2009

Discurso, discurso, discurso, discurso ...






Era pra ter sido publicado ante-ontem, mas sacomé, né?

O grão da ampulheta


Completo hoje dez e seis anos
六 , pelo que me dizem somo esta data
E os dias que não contei?
Será que vivo mais que minha idade?
os anos já pulsaram em excesso nas minhas veias?

Creio que não,
talvez por crer que minha crença ainda é jovem,
que meus sonhos ainda sonham,
que meu corpo ainda guarda formas novas.

Mais ainda mudo e cresço pouco,
mas ainda cresço.
Olho para longe e ainda enxergo,
ouço e ás vezes repito,
escrevo e ás vezes leio.
Talvez quando escrevo leio-me por dentro,
e por dentro minha idade é o eterno.


Inté

13 de ago de 2009

Do título


Aí vão três textos pra explicar o título, ou não. Dom Casmurro me perdoe.

Voz tinta I

É voz expulsa pela boca
que ecoa, que voa, que soa
voz, rouca que seja,
mas que seja nem que por última.

Voz, longe vai, mas se perde,
e perdida se encontra,
em si, si é, se é, se si, és
voz é o eco da alma.

E não contenta, não contente,
se vai e me abandona, e cai
e deita, e vai em tinta
se figura.




Voz tinta II

VOZ,som,acorde,vibrações, grito,
acorde som, grito, vibração
som
teste
1
2
3
testaaandooooo

microfonia, ruído, barulho
ouvido, orelha, cérebro
nota, pentagrama, sustenido,
clave, sol, ré, mi, música
ritmo, batuque,estrondo,
e fura o trovão, percussão, corda, sopro, ritmo
frequência, volume, surdez
ãhn?, o quê?, câmbio, desligo,
rádio, fone, phonos, toque, melodia, voz.



Voz tinta III

Eu sou mudo,
quando mudo,
quando voz.

Eu só mudo,
quando mudo,
conto os nós.

Eu sou voz
quando falo,
quando calo,
quando a sós.

Minha voz
é meu som,
Quando dom,
Quando voz,
quando vós.


Inté