15 de jan de 2011

No exterior


San Pablo é até grande. Sampa vasta sampa, mais vasto é meu coração. Aprendendo a me acostumar. Também vos desejo boas viagens.



estar

E os serás enchem a cabeça
falando dum quando futuro
dum não sei será
de sim saber
ou ter
medo
de

Em baixo
de um presente
o qual não me
dei
troco lembranças
misturadas
com
juras.



Enxague

O caos enche as ruas, avenidas, praças
cada pequena desgraça se anuncia:
"Eu vim de longe, dum agora que vós negastes."

Perdidos entre nós mesmos e notícias que não comovem mais
choramos ar,
bebemos deste vazio que nega
cega
mata
por estar tão impregnado em cada canto das tripas,
e em cada tripa dos nossos cantos.

Ah! Escuros sujos cantos
mofados pelo molhado
de não se ver luz.



Pressupostos

E eu que achava
que suas noites eram de sono
e seus dias de calmaria.
ah, quem dera eu soubesse
que nada sabia.



Comoamaralguém?
Se alguém tão grande
Se amar tão imenso
Dois incontinentes
se abraçando



Retorno

Ás vezes surpreendo-me
Com o quanto que
pareço
comigo.









Inté